Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 14 de janeiro de 2017

LOTEAMENTO MACIEL

O Loteamento Maciel, área nobre de Queimadas e um dos espaços mais caros da cidade, começou  a ter seus lotes comercializados no ano de 2003. Na sequência vamos ver algumas imagens retiradas de um folder de divulgação do empreendimento, material achado nos arquivos do amigo Tota da Borracharia.

sábado, 7 de janeiro de 2017

UMA FOTO DE 2013

Uma bela imagem de um dos logradouros mais conhecidos de Queimadas, o Largo da Matriz.
A foto é exatamente da esquina das Ruas Cônego Oscar e Beatriz Ernesto, no ponto onde essas artérias iniciam-se. Nesse espaço também desemboca outras Ruas principais de Queimadas; como a José Maia, a Vital Francisco, a Rua Santo Antonio, a João Barbosa e a Sebastião Lucena.
Todos os pontos confluem para a Igreja.
Foto de Joel Martins, do início de 1013. Parabéns a ele pela sensibilidade!

FESTAS DE REIS 3

"A FESTA DE REIS DE QUEIMADAS É O A MAIOR FESTA DE RUA DA PARAÍBA", DISSE MARANHÃO (2006).
Matéria do Jornal 'A Palavra', de Campina Grande, edição de janeiro de 2006.




sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

FESTA DE REIS

HISTÓRIA DA MAIOR FESTA DE QUEIMADAS


A Festa de Reis é o maior evento do Município de Queimadas, considerando qualquer atividade que se realize nesta cidade, em vários campos da atividade humana. Ela também compõe o rol das maiores festas de rua do Estado da Paraíba (em 2006, o governador José Maranhão, ao visitar o evento e percorrer a pé quase um km de festa  – do Contorno até o Mercado Público – cunhou a seguinte frase: “esta é a MAIOR FESTA DE RUA DA PARAÍBA!”).
Segundo Antonio Carlos em seu livro Queimadas Seu Povo Sua Terra, p. 12, a 1ª edição da Festa de Reis foi em 1929, uma iniciativa do popular Felix Xavier, como culminância de um evento religioso, as novenas, que eram rezadas em uma capela que ficava dentro do cemitério antigo no centro da cidade, sempre no dia de Reis (06 de Janeiro).
Uma característica peculiar do evento é sua dissociação quase total do aspecto religioso. A Festa de Reis de Queimadas não é uma festa de padroeiro, como acontece em outras cidades, é um evento eminentemente popular visto que a padroeira daqui é N. S. da Guia, celebrada no seio da Igreja Católica no mês de Setembro, o que é explicado pelo fato de que a implantação da Paróquia de Queimadas é de 1944, portanto, posterior ao início da festa.
Porém, foi o Padre Valdir Campelo, pároco local de 2000 a 2010, que faz o melhor parâmetro entre a padroeira católica da cidade e a tradicional festa. Velendo-se de forte intuição e de boa dedução lógica, arguiu ele que fora a Estrela Guia que indicou o caminho para os Reis Magos chegarem até o Menino Jesus, na noite de Natal. Sendo assim, tudo se relaciona entre a data da festividade e a entidade religiosa. A argumentação do padre feita durante um sermão numa missa, todavia, não passa de uma feliz coincidência.

FESTA DE REIS

Imagens e recortes de jornais da Festa de Reis de Queimadas no ano de 1972.
 

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

POVO DA RUA DO CASTANHO

Uma lembrança nos enviada pelo amigo Tafarel Gerssy.

CARLINHOS DE TIÃO

DO LIVRO TERRA TATAGUAÇÚ, p. 114:



19 de junho de 1968 – Nasce no Sítio Guritiba de Queimadas, José Carlos da Silva Rego, o 3º filho de Tião do Rêgo e de Dadá. Carlinhos de Tião, como ele ficou conhecido, tornou-se prospero comerciante do Município, sendo um dos principais responsáveis pelo impulso econômico que a cidade sofreu nos anos 90, quando ele abriu seu primeiro comércio, o “mercadinho” Pague Menos. A variedade de produtos oferecidos, aliado ao preço em conta e ao bom atendimento, foi preponderante para atrair os consumidores da região, que antes faziam suas feiras em Campina Grande e tinha que contar com o transtorno na condução de suas compras. Em seguida, Carlinhos “puxou” para o ramo do comércio os seus irmãos, inicialmente associando-se a Doda (até então funcionário público) no Master Supermercado. Hoje ele é um dos “emergentes” de destaque na Paraíba, tanto como empresário ou como político.
Apesar de filho de um dos maiores políticos de Queimadas, o saudoso Tião do Rego, Carlinhos se manteve fora dos palanques e dos embates eleitorais por muito tempo, mesmo sendo financiador das campanhas do pai, mas em 2008 não teve jeito, aproveitando um hiato na política local, se lança como candidato a prefeito de Queimadas e vence o forte deputado estadual Jacó Maciel. 
Depois dos reveses sofridos pelo grupo de Tião nos últimos pleitos e do fraco desempenho do prefeito de então, Saulo Ernesto, frente à opinião pública, a candidatura Jacó Maciel a prefeito da cidade parecia ter caráter de chapa única. Talvez tenha sido isso o fator que levou Carlinhos a vitória: Jacó não se preocupou com o adversário e o inesperado aconteceu.