Pesquisar este blog

quinta-feira, 10 de março de 2011

DATAS QUEIMADENSES

Nos próximos finais de semana, haverá concurso em Queimadas para preencher vagas no serviço público municipal. Para dá uma ajuda simples aos concorrentes, éis uma pequena lista, com as principais datas da história de nossa cidade.
BOA SORTE!

1712

01 de dezembro – Carta Régia concede sesmarias de terra ao Capitão Pascácio de Oliveira Ledo, na serra do Bodopitá, no sítio das Queimadas.

1720

- Morre Pascácio de Oliveira Ledo, provavelmente em Cabaceiras.

1826

- Epaminondas Câmara, no livro Datas Campinenses, cita que já nesse ano (1826), existia a estrada ‘das Queimadas’ que partindo da rua principal de Campina (Largo da Matriz), passava pelo Ligeiro e pelo boqueirão da serra do Bodopitá.

1864

11 de outubro – A lei provincial nº 137 emancipa a cidade de Campina Grande, a qual ficou pertencendo o sítio das Queimadas, ou seja, toda a área que hoje forma este município.

1874

22 de novembro – Queimadas têm sua participação no levante de Quebra-Quilos. Na noite desse dia, um pequeno grupo saiu desta localidade, liderados por Neco de Barros, morador do sítio Baixa Verde, com o fim de invadir a Cadeia Pública de Campina Grande, para libertar o seu pai que ali se encontrava preso, acusado do crime do Capitão Hipólito.

23 de novembro - É uma hora da manhã quando ocorre o assalto. Neco de Barro acompanhado por oito homens armados invade a delegacia de polícia de Campina Grande e solta o seu pai João de Barros Souza, e mais todos os detentos masculinos que ali se encontravam.

1883

04 de dezembro – Nasceu na Fazenda Salinas, hoje município de Barra de Santana, a época Cabaceiras, Francisco Ernesto do Rêgo, filho de Ernesto Siridião do Rêgo e Antônia do Rêgo. Fazendeiro e político local, avô de Saulo Ernesto, seu nome perpetuou-se no Colégio Ernestão.

1884

08 de outubro – A lei provincial 779 cria uma escola mista na localidade de Queimadas, a primeira unidade escolar do povoado.

1885

21 de Setembro – O vigário de Campina, Monsenhor Sales, auxiliado pelo povo de Queimadas, inicia a construção de um açude, ao lado do Boqueirão da Serra, sendo o mesmo batizado com o nome de “Pedro de Orleãns”, em homenagem a um filho recém nascido do Conde D’eu e da princesa Izabel Izabel.

O referido açude, é onde hoje fica o supermercado máster.

1888

- Foi edificada sua primeira capela de Queimadas, que passando por diversas reformas, chegou à atual Igreja Matriz de Nossa Senhora da Guia, localizada na Rua João Barbosa da Silva, a principal artéria da cidade até hoje.

1890

15 de Outubro Fagundes é elevada a categoria de cidade pelo decreto-lei estadual nº 37, assinado por Venâncio Neiva, ao qual ficou pertencendo a área territorial de Queimadas, bem como seu aparelho burocrático com a sub-delegacia de polícia.

Porém, o município de Fagundes teve vida curta, durou pouco mais de dois anos, até 17 de dezembro de 1892 e não obedecendo a critérios da época, estabelecido pelo governo estadual, dentro os quais ter uma população de 10 mil habitantes, foi extinto.

04 de Dezembro – Nasce em Campina Grande o Padre Oscar Cavalcanti.

1892

17 de Dezembro – Extinto o município de Fagundes, obedecendo ao artigo 53, da lei 9, deste ano, do governo do estado, Queimadas volta a fazer parte de Campina Grande.

24 de Dezembro – Por ocasião da festa de Natal realizada na povoação de Matinhas, é assassinado a tiros o Coronel José André de Albuquerque Júnior (ele era um Queimadense nascido na Capivara), presidente da Intendência de Campina Grande. O autor do crime foi o também Coronel Eufrásio de Arruda Câmara, adversário político deste.

1900

- Epaminondas Câmara, em seu livro, Datas Campinenses, aponta as pessoas mais importantes de Queimadas no final do século XIX e início do Séc. XX. São elas:

Lopes de Andrade – sub-delegado.

Cândido Gonzaga de Araújo.

José Francisco Gomes.

Miguel Diniz Correia (suplente de sub-delegado).

Maria Capitulina de Araújo Melo (Iaiá de Melo) – professora pública.

1904

- A capela de Queimadas passa por uma reforma que lhe dá as feições atuais. Ganha uma nave central e duas laterais, divididas por grossas colunas, além de um altar-mor em estilo barroco, como também sua fachada. Também foi acrescido terras ao seu patrimônio e o templo ganhou um sino.

1913

24 de junho – Criado por ato diocesano a freguesia de São João Batista, de Fagundes. A qual ficou pertencendo à capela de Queimadas, sendo designado para referida paróquia, o vigário Firmino Cavalcanti.

1914

28 de julho – Nasceu José Lopes de Andrade, filho de Manoel Lopes de Andrade e que está entre as figuras mais ilustre de Queimadas até hoje. Assumiu diversos cargos públicos e era sociólogo. Foi chefe da Casa Civil do governo José Américo, cargo que ele deixou para acompanhar o ex-governador ao Rio de Janeiro, quando este fora designado para o ministério de Viação e Obras do gov. Vargas em 1952.

1915

11 de agosto – Nasce Maria Dulce Barbosa, filha de João Barbosa da Silva e Cecília de Araújo Silva. No futuro ela viria a ser a grande líder política da cidade.

1916

20 de Agosto – Nasce em Braço do Norte, Santa Catariana, SAUL DOMINGOS SOMBRIO, o padre João Bosco de Queimadas.

1918

13 de junho – Data de nascimento do Padre Antonio Lisboa (Antonio Lisboa da Graça). Ele foi pároco de Queimadas de 1974 a 2000, sendo substituído pelo padre Valdir Campelo.

1919

06 de novembro – Nasceu no sítio Castanho, dessa cidade, Carlos Ernesto de Melo, filho de Francisco Ernesto do Rego e de Adiles Ernesto de Melo. Fazendeiro e líder político local, foi uma das maiores expressões e reserva moral da cidade.

1921

25 de outubro – A lei estadual nº 533, sancionada pelo presidente (governador) do Estado, Solon Lucena, cria o distrito de paz de Queimadas.

1922

11 de janeiro – Nasceu na cidade de Umbuzeiro – Paraíba, Maria Leal Ernesto de Melo, que viria a ser esposa do Senhor Carlos Ernesto.

15 de fevereiro – Tem início as obras da construção da estrada Umbuzeiro-Campina Grande, passando por Queimadas.

26 de fevereiro – Data de ordenação sacerdotal do Padre Oscar. Ele foi nomeado coadjutor do Monsenhor Sales na paróquia de Campina Grande.

1925

07 de janeiro – Joaquim Barbosa toma posse no Conselho Municipal de Campina Grande (o equivalente a vereador) como representante de Queimadas.

24 de setembro – Instalada a agência postal (os Correios) de Queimadas.

1928

01 de novembro – Toma posse como vigário de Fagundes o Padre Oscar Cavalcanti.

1930

11 de março – Nasceu o cantor e compositor Antônio Barros (a época Queimadas era município de Campina Grande). Antonio Barros foi autor de grandes sucessos do gênero forró.

1931

Setembro – É inaugurado o cemitério de Queimadas pelo prefeito campinense Lafaiete Cavalcanti. Sua construção começou em 1927, bem afastado do povoado (ao Oeste, as margens da estrada de Boqueirão) e mesmo antes de ser entregue oficialmente a comunidade, já começou a receber corpos.

1935

03 de março – O jovem advogado e tribuno campinense, José Tavares Cavalcanti, de 27 anos, morre, vítima de um acidente automobilístico, quando viajava de Campina para João Pessoa. José Tavares era um dos deputados estaduais, de Campina, empossado em 24 de janeiro deste ano. Em Queimadas ele foi homenageado, emprestando seu nome para o primeiro grupo escolar do município, construído por Argemiro de Figueiredo em 1936.

19 de dezembro – A Assembléia Legislativa do Estado, aprova a Lei ordinária nº 22 que autoriza o Governo, a construir 50 unidades escolares primárias em periferias das cidades ou em povoados que ainda não tenha tais equipamentos, com verbas dotadas no orçamento do estado para o ano de 1936. Entre tais escolas, foi construído o Grupo Escolar José Tavares em Queimadas.

1936

31 de dezembro – A divisão territorial fixada pelo Congresso Nacional para o ano de 1937, aponta Queimadas como Distrito de Campina Grande.

1937

25 de Janeiro – Inaugurado o Grupo Escolar José Tavares, construído pelo Governador Argemiro de Figueiredo.

1938

02 de março – O decreto lei federal nº. 311 determina que as sedes municipais ascendam a categoria de cidades e as sedes distritais passassem a serem vilas. Desta maneira, o Distrito de Paz de Queimadas, foi elevado a categoria de Vila, juntamente com Fagundes, Galante, Massaranduba, Lagoa Seca, Conceição, Puxinanã e Pocinhos, todos no município de Campina Grande.

1940

18 de dezembro – Nasce no sítio Guritiba de Queimadas, Sebastião de Paula Rego, Tião. Filho de Joventino Ernesto do Rêgo. Líder político local nos anos 70, 80 e 90. Tião foi vereador duas vezes (seu primeiro e último cargo) e governou Queimadas três vezes: 72/76, 82/88, 92/96. Político nato e sem medo de embates, não media esforços nem conseqüência para galgar seus postos. É o pai do atual prefeito da cidade.

1943

- É criada a tradicionalíssima equipe de futebol amador de Queimadas, o Estrela Vermelha do sítio Verdes. Seu fundador foi Biete Tavares junto com seus filhos.

03 de junho – Faleceu em João Pessoa o Dr. Villeneuve Honório Maia, filho de José Maia Filho. Formado em medicina pela universidade do Brasil no Rio de Janeiro. Foi diretor do porto de Cabedelo. Era tio do ex-vereador Arnaldo Maia.

31 de dezembro – Queimadas tem seu nome mudado para Tataguassu, por força do decreto lei estadual de nº 520 daquele ano, que fixou o quadro territorial da Paraíba para o quadriênio 1944/48.

1944

03 de abril – O Decreto Federal Nº 15263 sancionado pelo então Presidente da República, o Dr. Getúlio Vargas, aprova o projeto de orçamento para a construção de 5,86 Km, da Rodovia Federal Caruaru-Campina Grande, no trecho Queimadas/Bodocongó.

03 de outubro – Criada por ato diocesano a freguesia de Nossa Senhora da Guia de Queimadas, ficando a ela agregada as capelas de Caturité, Malhadinha, Cachoeira Grande e Barriguda, no município de Cabaceiras; e a de Pedras Altas, no município de Umbuzeiro

1945

19 de março – Assume a prefeitura de Campina Grande por 05 dias o sociólogo e professor queimadense José Lopes de Andrade. Ele pertencia a uma das primeiras famílias a habitarem o povoado de Queimadas.

01 de abril – Inaugura-se as celebrações litúrgicas da paróquia de Nossa Senhora da Guia em Queimadas, sob o comando do vigário Cônego Oscar Cavalcanti, oriundo da paróquia de Fagundes.

1946

26 de dezembro – Nasce na cidade de Umbuzeiro - PB, Saulo Ernesto Leal de Melo, primeiro filho do casal Carlos Ernesto e Maria Leal.

1947

O prefeito campinense Sabiniano Maia (não tem nenhuma relação com os Maias de queimadas), realizou pequena obras de infra-estrutura na área urbana de Queimadas, então Tataguaçu, tais como: aterramento de algumas ruas, recuperação do sistema de iluminação, terraplanagem, meio fio e linha d’água na “Rua da Igreja”, a principal artéria do distrito. Essas ações podem ser consideradas como as primeiras obras de infra-estrutura que a “rua” de Queimadas recebeu.

29 de outubro – Maria Dulce Barbosa toma posse como vereadora de Campina Grande para o período 1947/1951, eleita que fora em 12 de outubro deste ano com 947 votos.

1948

05 de dezembro – pela lei estadual nº 166, o Distrito de Tataguassu volta a ser denominado Queimadas.

1950

26 de setembro – Foi inaugurada a usina de luz do Distrito de Queimadas. Energia a motor com gerador a diesel.

16 de agosto – Carlos Ernesto de Melo assume o cargo de secretário da prefeitura de Umbuzeiro - PB, administrada por seu cunhado, Dr. Patrício Leal.

08 de Outubro – É criada a equipe de futebol amador, Fluminense da Baixa Verde. Foi fundador foi Antonio Romão de Araújo.

30 de Novembro – Ordenação sacerdotal do padre Lisboa. Antonio das Graças Lisboa, que foi padre de Queimadas de 1974 a 2000.

1951

12 de Agosto – Nas eleições para Prefeito e Vereador em deste ano, pelo menos quatro nomes de Queimadas disputam o pleito por Campina Grande: Maria Dulce Barbosa, pela UDN, que se elege com 1.087 votos; Luiz do Castanho, pelo PSD, que também se elege, obtendo 722 votos; Cesar Ribeiro, da UDN, que teve 635 votos, não se elegendo; e Lauro Honório Maia, da UDN, que teve 196 votos, outro que não ganhou.

1955

03 de outubro – Dona Dulce é eleita vereadora de Campina Grande pela terceira vez consecutiva e pela UDN, desta vez para o período 1955/1959. Outros nomes de Queimadas nessa disputa foram o de Luiz do Castanho (347 votos) e Joca Luna (338 votos). Esses dois últimos não se elegeram.

1956

11 de fevereiro – Nasce no Sítio Castanho dessa cidade, José Miranda Filho. Foi uma das principais figura da educação local.

1956

08 de agosto – Morre na Fazenda Mumbuca, desta cidade, Francisco Ernesto do Rêgo (Chico Ernesto) aos 74 anos de idade.

1960

13 de março – Instalação do posto agrícola de Queimadas, hoje a EMATER.

10 de julho – Inaugurada a energia elétrica de Paulo Afonso no Distrito Queimadas, obra do prefeito campinense Severino Cabral.

1961

17 de março – No sítio Zumbi, a queda de um raio durante uma forte chuva, mata cinco pessoas e deixa outras duas feridas em conseqüência da descarga elétrica.

25 de outubro – Data de nascimento do Padre Valdir Campelo (Valdir Campelo Cabral do Nascimento). Foi pároco local de 2000 a 2010.

14 de dezembro – A Assembléia Legislativa do Estado da Paraíba aprova o projeto lei nº 2.622, de autoria do deputado estadual Antonio Vital do Rego, que foi sancionada pelo governador Pedro Gondin, dando autonomia administrativa para o distrito de Queimadas, sendo o novo município desmembrado de Campina Grande. Essa mesma lei cria também a Comarca de Queimadas, de 1ª entrância, sendo criados junto, todos os Cartórios necessários para o funcionamento jurídico. Também foi anexada à nova comarca, o Cartório do Registro Civil, já existente no extinto Distrito.

17 de dezembro – O governador Pedro Gondin indica o Sr. Lourival Barbosa para ser o primeiro prefeito de Queimadas.

30 de dezembro – O novo município de Queimadas é instalado oficialmente, fazendo-se presente nas festividades de inauguração, além de outras autoridades, o governador do Estado, o Dr. Pedro Gondim.

30 de dezembro – Lourival Barbosa assume como o primeiro prefeito da cidade, mesmo que de forma interina.

30 de dezembro – É instalado a Comarca da Cidade de Queimadas, a qual ficou pertencendo a jurisdição de Fagundes. Foi o primeiro juiz o desembargador Joaquim Madruga e o primeiro representante do Ministério Público foi o Dr. Raimundo Gadelha.

1961

07 de outubro - Realizaram-se eleições municipais para Prefeito, vice-prefeito e Vereadores em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Maria Dulce Barbosa: PTB - 1.050 votos (Eleita).

2º COLOCADO: Veneziano Vital do Rego: PDC - 979 votos.

VICE-PREFEITO

1º COLOCADO: José Camões Barbosa Pinto, PTB, 1.018 votos (Eleito).

2º COLOCADO: Raimundo Monteiro Montenegro, PDC, 936 votos.

VEREADORES

José Ribeiro de Albuquerque – Zumbi/Castanho.

Severino Amaro do Nascimento – Campinas.

Severino Barbosa Maia (Severino do Pinga) – Capivara.

Antônio Alves Monteiro – Serraria.

José Francisco Bezerra – Cidade

José Tavares Filho – Cidade.

Evilázio Tenório

1963

27 de julho – Foi barbaramente assassinado e facadas e com uma pedrada na cabeça, em sua residência, a casa paroquial de Queimadas, o padre local, Cônego Oscar Cavalcanti, sendo o autor do crime um filho adotivo deste, conhecido como Inácio do Padre. Padre Oscar foi padre coadjutor da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Campina Grande até 1928, Pároco de Fagundes de 1928 a 1944 e de Queimadas de 1944 a 1963.

1966

– Fundado o sindicato dos trabalhadores rurais de Queimadas pelo senhor José Vicente da Silva (Otácio da Loca) que naquela época teve a iniciativa de convidar vários agricultores da região para formarem a associação.

15 de Novembro - Realizaram-se eleições municipais para Prefeito, vice-prefeito e Vereadores em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: José Ribeiro Albuquerque, com Severino Amaro na suplência: ARENA 1 - 1.380 votos (Eleito).

2º COLOCADO: José Camões Barbosa Pinto: MDB - 1.268 votos.

NOTA: nesse pleito já não houve mais separação dos candidatos majoritários.

VEREADORES

Tião do Rêgo – Guritiba

Evilazio Tenório – Velez

Marieta Maria Falcão – Cidade.

Antonio Correia Lima – Campina Grande.

Gedeão Bezerra – Zumbi.

José Tavares – Cidade.

José Pereira – (?)

1969

30 de Novembro - Realizaram-se eleições municipais para Prefeito, Vice-prefeito e Vereadores em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Leonardo Honório de Andrade, com Saulo Ernesto de Melo na suplência: ARENA 2 - 1.098 votos (Eleito).

2º COLOCADO: José Camões Barbosa Pinto. Vice: Sebastião de Paula Rego: ARENA1 - 1.061 votos.

3º COLOCADO: Maria Dulce Barbosa. Vice: José Maciel da Silva, MDB, 35 votos.

VEREADORES

José Vital Figueiredo – Capivara/Macacos.

Evilázio Tenorio.

Marieta Marinho Falcão – Cidade.

Vicente Peres da Silva – Maracajá.

José Duarte da Costa – Gravatá.

Adauto Macário – Furnas.

Antonio Correia Lima.

1972

21 de junho – Morre José Camões Barbosa Pinto.

15 de Novembro - Realizaram-se eleições municipais para Prefeito, vice-prefeito e Vereadores em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Tião do Rêgo, com Antonio Monteiro na suplência: ARENA 3 - 3.608 votos (Eleito).

2º COLOCADO: José Maria Ribeiro de Albuquerque, tendo como vice José Pereira: ARENA2 - 1.076 votos.

VEREADORES

Severino Pedro da Silva (PINA) – Lutador/Capoeiras.

Manuel Cândido Silva

Ademilson Alves Leite – Cidade.

José de Anchieta Pachu – Campo Comprido.

Evilázio Tenorio – Veléz.

Marieta Marinho Falcão – Cidade.

Paulo Epifânio Bezerra – Zumbi.

1973

01 de Maio – O padre Bosco é transferido para a paróquia de Pocinhos/Pb sob as ordens do bispo diocesano D. Manoel Pereira da Costa.

1976

15 de Novembro - Realizaram-se eleições municipais para Prefeito, vice-prefeito e Vereadores em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Saulo Ernesto de Melo, com Severino Souto Velez na suplência, ARENA 1, 3.608 votos (Eleito).

2º COLOCADO: José Ribeiro de Albuquerque, tendo como vice José de Anchieta Pachú, ARENA3, 1.214 votos.

3º COLOCADO: Maria Dulce Barbosa. Seu vice foi Clodomiro Gonzaga Albuquerque (Miro Gonzaga), MDB1, 432 votos.

4º COLOCADO: Fernando Gomes da Silva, MDB 2, 55 votos.

VEREADORES

Evilázio Tenorio

Antonio Olímpio – Cidade (Castanho)

Assis Maciel – Ligeiro

Antonio Alves Monteiro – Cidade/Seraria.

Severino Pedro dos Santos (Biu Parasita) – Olho D’agua.

Geraldo Pachú – Campinas.

Severino Pedro da Silva (Pina) – Lutador/Capoeiras.

Adauto Macário – Furnas.

Marieta Marinho Falcão – Cidade.

20 de novembro – É assassinado o popular João Batista da Silva, o lendário João de Carminho, tido como homem muito valente e ainda respeitado em toda região. O crime aconteceu na rua Eunice Ribeiro próximo a padaria de Zé Gomes. O nome João de Carminho tornou-se lenda em Queimadas.

1978

- É asfaltada a estrada Campina Grande-Umbuzeiro (PB 102), cujo entroncamento com a BR 104 se dá no município de Queimadas a altura do sítio Riacho do Meio, na localidade Beija Facheiro, a 10 km do centro da cidade.

1982

25 de fevereiro – Morre em sua residência, a Fazenda Mumbuca, o Sr. Carlos Ernesto de Melo.

15 de novembro - Realizaram-se eleições municipais para Prefeito, vice-prefeito e vereadores em Queimadas.

Os números da eleição foram:

1º COLOCADO - Tião do Rêgo. Vice: Antônio Alves Monteiro, PDS1, 5.774 votos (Eleito).

2º COLOCADO - Manoel Maria Mendes. Vice: Antonio Olímpio, PDS2, 1.461 votos.

3º COLOCADO - Jorge de Aguiar Leite. Vice: Maria da Guia Leite, PMDB, 591 votos.

VEREADORES

Gedeão Bezerra Lopes – Zumbi.

Mario Cardoso de Souza – Olho D’água.

Francisco Demontiê Pereira de Menezes – Cidade (centro).

Abel Bezerra de Andrade – Cidade (Rua Nova).

Assis Maciel - Ligeiro.

Severino Araújo da Silva – Capivara.

Evilázio Tenorio de Araújo – Velez

Raimundo Farias – Gravatá.

José de Anchieta Pachú (Pai) – Campo Comprido.

Geraldo Pachú – Campinas.

1985

24 de junho – Morre em acidente automobilístico na BR 104, próximo a distrito industrial de Campina Grande, o vereador José Anchieta Pachú.

1986

25 de Janeiro – Morre em sua residência, a fazenda Mumbuca, desta cidade, a senhora Maria Leal Ernesto de Melo.

1988

15 de novembro - Realizaram-se eleições para os cargos de Prefeito, vice-prefeito e vereadores em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: José Pereira dos Santos, PL, 6.047 Votos (Eleito). O seu Companheiro de chapa foi Assis Maciel.

2º COLOCADO: Saulo Ernesto, PDT, 3.849 votos. O vice foi Vital Maria.

3º COLOCADO: Mário Cardoso, PMDB, 824 votos. O vice de Mário foi José Pereira de Melo.

4º COLOCADO: Zé Fortes do sindicato, PT, 197 votos. Seu Vice foi Abdon Tavares.

VEREADORES

Maria do Carmo Dutra – Cidade.

Ricardo Lucena – Guritiba.

Gedeão Bezerra Lopes – Zumbi/Castanho.

Francisco de Assis (Chiquinho Maciel) – Ligeiro.

Josete - Boa Vista.

Jacó Gomes de Souza (Dão da Padaria) – Ligeiro .

Edson Batista Lopes – Olho d’agua Salgado.

José Pedro – Cidade (Castanho).

Zezé Anchieta Filho – Campo Comprido.

Catonhe Farias – Malhada Grande.

Milton Serafim – Baixa Verde.

1992

03 de Outubro - Realizaram-se eleições para os cargos de Prefeito, vice-prefeito e Vereador em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Tião do Rego. Vice: Zé Maria Ribeiro, PL, 7.041 votos (Eleito).

2º COLOCADO: Saulo Ernesto, PDT, 6.602 votos. O vice foi Mario Cardoso.

3º COLOCADO: Ronaldo Lucena, PFL, 823 votos.

4º COLOCADO: Maurício Xavier, PMN, 357 votos.

5º COLOCADO: Nadja de Zé Fortes, PT, 215 votos.

VEREADORES

Maria do Carmo Dutra – Cidade.

Gedeão Bezerra Lopes – Zumbi/Castanho.

Luciano do Rêgo – Guritiba.

Ricardo Lucena – Guritiba.

Josete - Boa Vista.

Juarez Alves de Queiroz – Caixa d’agua.

Francisco José Leal Ernesto de Melo (Tico Ernesto) - Mumbuca.

Edileuza Borges – Ligeiro.

Milton Serafim – Baixa Verde.

Epaminondas – Zumbi.

Jacob Gomes de Souza (Dão da Padaria) – Ligeiro.

Zezé Anchieta Filho – Campo Comprido.

José Gonçalo – Cidade (Vila).

José Pedro da Silva – Cidade (Castanho).

Birino - Boa Vista.

1995

30 de Junho – O prefeito Tião adquire um terreno de 50 equitares, entre os sítios Pedra do Sino, Baixa Verde, Castanho e a Zona Urbana, as margens da estrada da Baixa Verde, onde ergueu o Loteamento Cássio Cunha Lima.

1996

03 de Outubro - Realizaram-se eleições para os cargos de Prefeito, Vice-prefeito e Vereador em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Assis Maciel. Vice: José Miranda Filho, PL, 9.018 votos (Eleito).

2º COLOCADO: Saulo Ernesto, PDT, 8.296 votos. O vice foi José Pereira.

3º COLOCADO: Ricardo Correia Lima, PMDB, 491 votos. O vice dele foi Severino Araújo.

4º COLOCADO: Ronaldo Lucena. Vice: Professor Samoel, PMN, 149 votos.

VEREADORES

Ricardo Lucena – Guritiba.

Luciano do Rêgo – Guritiba.

Maria do Carmo Dutra – Cidade.

Josete – Boa Vista.

Chiquinho Maciel - Ligeiro.

Gedeão Bezerra Lopes – Zumbi/Castanho.

Inacio Joaquim – Serra da Laranjeira/Zumbi.

Zezé Anchieta Filho – Campo Comprido.

Juarez Alves de Queiroz – Caixa d’agua.

Edileuza Borges – Ligeiro.

Epaminondas – Zumbi.

Penha – Cidade.

Birino – Boa Vista.

Mário Cardoso – Olho d’agua Salgado.

Raimundo Farias.

1998

– É criada a agremiação política denominada “Grupo dos Vinte”.

25 de julho – Ocorre a inauguração do novo fórum de Queimadas denominado de “Dra. Amarilia Sales de Farias”, na Rua José Braz de França.

2000

01 de outubro - Realizaram-se eleições para os cargos de Prefeito, vice-prefeito e Vereador em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Assis Maciel, PPB, 11.002 votos (Eleito). Seu Vice foi Pedro Saulo.

2º COLOCADO: Sebastião de Paula Rêgo (Tião), PTB, 6.650 votos. Sua Vice foi Edileuza Borges, do Ligeiro.

3º COLOCADO: Antonio Carlos do PT, PT, 144 votos. O vice dessa chapa foi Eranildo Costa Luna, do Ligeiro.

VEREADORES

Luciano do Rêgo – Guritiba

Chiquinho Maciel – Ligeiro.

Maria do Carmo Dutra – Cidade.

Inacio Joaquim – Serra de Laranjeiras/Zumbi.

Ricardo Lucena – Guritiba.

Zezé Anchieta Filho – Campo Comprido.

Gedeão Bezerra Lopes – Zumbi/Castanho.

Paulo Severo – Ligeiro.

Arnaldo Máia – Cidade.

Epaminondas – Zumbi.

Bau de Alagoão – Cidade.

Josete – Boa Vista.

Diassis Ananias – Campinas.

Edielson Francisco – Cidade.

Raimundo Farias.

2002

27 de Junho – O então governador Roberto Paulino, sanciona a Lei Nº 7100, que denomina de Patrício Leal de Melo, o Hospital Regional de Queimadas.

27 de Agosto – trágico acidente ocorrido na BR 104 próximo ao Ligeiro, ceifa a vida do eminente professor José Miranda Filho. Zé Miranda foi por 18 anos diretor do Colégio Ernestão, fundou o colégio que levou seu nome.

06 de outubro - Jacó Maciel se elege Deputado Estadual, sendo o primeiro queimadense a alcançar esse posto. Em Queimadas ele obteve 11059 votos, tornando-se uma liderança emergente local.

23 de dezembro – A câmara municipal aprova uma lei autorizando a CELB ( companhia de eletricidade da Borborema) a cobrar taxa de iluminação pública direto de seus usuários.

2003

15 de novembro – É fundada a Sociedade Esportiva Queimadense (SESQ), a primeira equipe de futebol profissional da cidade.

2004

26 de Setembro – Os moradores do maior conjunto habitacional da cidade, o loteamento Cássio Cunha Lima, é contemplado com a implantação do sistema de abastecimento de água, que começou a funcionar em junho de 2005.

03 de Outubro – realizaram-se eleições municipais para Prefeito, vice-Prefeito e vereadores em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: Saulo Ernesto, PDT, 9.741 votos (Eleito). Seu Vice foi Seu Batista.

2º COLOCADO: Dr. Pedro Saulo, PDT, 9.472 votos. Seu vice foi Ricardo Lucena.

3º COLOCADO: Professor Mauricio Xavier, PSDC, 928 votos. O seu Vice foi o professor José Maria, do sítio Brito.

4º COLOCADO: Ronaldo Lucena, PMN, 133 votos. Seu Vice foi o Professor Antonio Carlos do PT.

VEREADORES

Tião do Rego – Guritiba.

Mª do Carmo Dutra – Cidade.

Penha – Cidade.

Luciano do Rêgo – Guritiba.

Edileuza Borges – Ligeiro

José Gerailton – Boa Vista.

Netinha de Gedeão – Castanho/Zumbi.

Ivanilson (Palola) Rodriguês – Cidade.

Raimundo Farias.

21 de outubro – É barbaramente assassinado de forma misteriosa, o professor José Henrique Sobrinho, a época diretor da Escola Municipal o Assisão.

2006

09 de março – Morre o líder político municipal Sebastião de Paula Rego.

12 de maio – a lei estadual 8.003 sancionada pelo governador Cássio Cunha Lima “nomeia” o distrito industrial de Queimadas com o nome de Sebastião de Paula Rêgo em homenagem ao grande líder Tião do Rêgo falecido recentemente.

22 de maio – entra no ar em caráter experimental a rádio comunitária Kiriris FM, um órgão da fundação Carlos Ernesto.

2006

31 de julho - A Anatel lacra a Radio Comunitária Kiriris FM.

2007

11 de novembro – Numa memorável partida ocorrida no estádio Mangabeirão no bairro de Mangabeira em João Pessoa, a Queimadense vence o CSP, equipe local, por 3 x 1 e sagra-se campeão paraibano da segunda divisão.

2008

21 de janeiro – A Queimadense estréia na primeira divisão do campeonato paraibano de profissionais e vence por 1 x 0 o tradicional Campinense Clube de Campina Grande.

04 de junho – O deputado Paulo Roberto, presidente em exercício da Câmara dos deputados, assina a Portaria nº 310, de 19 de junho de 2007, que autoriza a Associação Comunitária e Cultural de Queimadas - ACCQ a executar, pelo prazo de dez anos, os serviço de radiodifusão comunitária no município de Queimadas. A referida entidade é, no momento, presidida pelo então Vereador Arnaldo Maia. A rádio passou a se chamar Queimadas FM, 87,9.

16 de junho – A Assembléia Legislativa do Estado da Paraíba aprova o projeto de lei que transforma a comarca de Queimadas em 2ª Entrância.

01 de outubro - Realizaram-se eleições para os cargos de Prefeito, vice-prefeito e Vereador em Queimadas. Os resultados do pleito foram os seguintes:

PREFEITO

1º COLOCADO: José Carlos de Souza Rêgo (Carlinhos de Tião) PTB - 9.025 votos (Eleito).Vice: Mauricio da Silva Xavier.

2º COLOCADO: Jacó Maciel, candidato pelo PDT, que obteve 8.964 votos. Seu candidato a vice foi José Severino de Moura Filho (Zé Filho).

3º COLOCADO: O Dr. Pedro Saulo, PSDB – teve 4.728 votos. Seu suplente foi Jose Gerailton Pereira de Macedo.

4º COLOCADO: Mário Cardoso, do PRP, que obteve 76 votos junto com o seu vice, Antônio Alves da Silva.

VEREADORES

Euzélia Dantas – Guritiba

Dudé – Ligeiro.

Ricardo Lucena – Zé Velho e Guritiba.

Ivandir Rodrigues (Totoi) – Cidade.

Gedeonir B. Lopes (Dedêi de Gedeão) – Castanho/Zumbi.

Lu de Biu Raimundo – Castanho.

Adilson da Malhada – Malhada Grande.

Dadá Macedo – Verdes.

Dacilene – Gravatá.

TRABALHO COMPILADO PELO PROFESSOR EZEQUIEL (QUIEL), RESULTADO DE UMA SÓLIDA E INTENSA PESQUISA PARA EMBASAR AS INFORMAÇÕES PUBLICADAS NO BLOG TATAGUAÇÚ. DADO SEU CARÁTER INFORMATIVO, O MATERIAL DEVE SER PUBLICADO EM BREVE, E JÁ TEM UM TÍTULO PROVISÓRIO - “HISTÓRIA DE QUEIMADAS: DATAS E FATOS”.

8 comentários:

  1. Parabéns professor,ganhei mais uma hora de conhecimeto, obrigado mesmo.

    ResponderExcluir
  2. PARABÉNS QUIEL!! VC QUE DESDE A ÉPOCA DO CENTRO CÍVICO JÁ ERA NOTÁVEL!! ABRAÇO
    SILVÉRIO EX-COLEGA DO ERNESTÃO

    ResponderExcluir
  3. Meus parabéns pela iniciativa, apesar de não ir fazer o cuncurso. Sei apreciar um trabalho bem feito.

    ResponderExcluir
  4. parabéns muito interessante.

    ResponderExcluir
  5. Em 1988 meu avô foi eleito prefeito, muito bom legal ler isso de tão longe aqui no Rio de Janeiro!

    ResponderExcluir
  6. Que legal sempre tive curiosidade de conhecer um pouco a história da minha cidade. sou professora e queimadense rôxa, parabéns Prof. Quiel.

    ResponderExcluir
  7. Achei esse histórico muito interessante,tenho muito dos meus familiares fazendo parte dessa história,sou filho de José Albuquerque Barbosa e Maria custódio Barbosa, neto de João batista de Albuquerque e Inácia Barbosa de Albuquerque,ele conhecido mais como "Batista Gonzaga",morava no Soares;Tb sobrinho neto de Miro Gonzaga,e sobrinho de João de Carminho,ele casado com minha tia Maria José de Albuquerque.Primo de Dulce Barbosa por parte da minha avó.Parabenizo muito o autor dessa matéria,pois a 20 anos moro em joão Pessoa e não conhecia as histórias aqui relatadas,queimadas é um pedaço de mim pois aí estão enraizados todos os ciclos da minha familia,vivos ou não.ao autor meus sinceros Parabéns pela matéria

    Mauricio Renato Albuquerque

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir